XV CONGRESSO BRASILEIRO DE ESTOMATOLOGIA E PATOLOGIA ORAL - Sociedade Brasileira de Estomatologia
>> congressos

XV CONGRESSO BRASILEIRO DE ESTOMATOLOGIA

 

CONFERÊNCIAS E SEMINÁRIOS

Seminário de Lâminas

Conteúdo:

Casos clínicos Dra. Albina.

Caso 1.

Paciente homem, 41 anos, lesão em cavidade oral

   

Caso 2.

Paciente homem, 36 anos, tumor em mucosa jugal há 3 anos.

        

Caso 3.

Paciente homem, 22 anos, tumor em parótida com duas recidivas anteriores.

     

Casos clínicos Dra. Letícia.

Caso 1.

Mulher, 27 anos, cor branca, apresentando múltiplos osteomas de seios da face e palato duro, 2 odontomas mandibulares, contorno ósseo irregular da mandíbula, cistos múltiplos na pele da face e dorso. Encaminhada para protocolectomia (colectomia radical), que revelou múltiplos adenomas tubulares, com displasia epitelial leve. Após algum tempo, novos pólipos surgiram no coto retal.

                     

Caso 2.

Homem de 40 anos, cor negra. Desde 1996, comadenomegalia e infiltração (espessamento) progressiva com hiperpigmentação da pele da face e tronco, glândulas mamárias e epidídimo. Evoluiu com proteinúria. O exame de imunofluorescência direta da pele revelou depósito de IgM e cadeais kappa na zona da membrana basal da epiderme, vasos e anexos. Não apresentava alterações na eletroforese de proteínas séricas e nem à biopsia de medula óssea. Linfonodos livres de neoplasia linfóide. Não respondeu à Talidomida ou corticosteróides. Melhorou com Metrotexate (20mg/dia) e Hidroxizine.

          

Caso 3.

Mulher, 56 anos, branca. Diagnóstico de leucemia linfóide crônica desde agosto de 2006. Iniciou tratamento e, em janeiro de 2007,  apresentou bolhas na pele e boca. O exame de imunofluorescência direta revelou depósito granular de IgM na zona da membrana basal e de IgG, linear, intercelular, no estrato espinhoso da epiderme. Imunofluorescência indireta negativa. Melhorou com o uso de nifedipina e prednisona. 

   

 

Casos clínicos Dra. Ingrid

Caso 1.

Paciente feminina de 19 anos, branca, em bom estado geral. Refere abaulamento com crescimento lento e progressivo há 1 ano, na região dos dentes 12 e13, assintomático. Rx- área radiolúcida, bem delimitada, atingindo 2cm no maior diâmetro

     

Caso 2.

Paciente sexo masculino, de 17 anos, branco, com quadro clínico de forte emagrecimento  e massa tumoral destrutiva óssea mandibular, volumosa de crescimento rápido.
   

Caso 3.

Paciente de 12 anos, masculino com lesão expansiva, de crescimento lento em maxila E.
   

Caso 4.

Paciente 19 anos, com lesão de crescimento lento e progressivo, deformante da mandíbula. Realizada hemi-mandibulectomia. A radiografia mostrada é referente à peça cirúrgica.
   

Caso 5.

Paciente feminina, 8 anos apresentando lesão expansiva na região maxilar D.
   

 

Conferência clínico-patólogica

Participantes: 

Prof. Responsável pela discussão

Caso 1:

Jair Carneiro Leão (Recife-PE)
Wilson Delgado (Peru)

Caso 2:

Elismauro Francisco de Mendonça (Goiânia-GO)
Wilson Delgado (Peru)

Caso 3:

Abel Silveira Cardoso (Rio de Janeiro-RJ)
Wilson Delgado (Peru)

Caso 4:

Paulo Rogério Ferreti Bonan (Montes Claros-MG)
Roman Carlos Bregni (Guatemala)

Caso 5:

Alvimar Lima de Castro (Araçatuba- SP)
Roman Carlos Bregni (Guatemala)

Caso 6:

Maria Regina Sposto (Araraquara-SP)
Roman Carlos Bregni (Guatemala)

Caso 7:

Cassius C. Torres-Pereira (Curitiba-PR)
Adalberto Mosqueda Taylor (México)

Caso 8:

Manoela Domingues Martins (São Paulo-SP)
Adalberto Mosqueda Taylor (México)

Caso 9:

Ricardo Santiago Gomez (Belo Horizonte-MG)
Adalberto Mosqueda Taylor (México)

 

CASO N° 1 (Dr. Jair e Dr. Delgado)

Paciente do gênero masculino, 44 anos de idade, apresenta uma lesão no palato duro e palato mole.

CASO N° 2 (Dr. Elismauro e Dr. Delgado)

Paciente do gênero masculino, 85 anos de idade, apresenta um aumento de volume na maxila esquerda. 

  

CASO N° 3 (Dr. Abel e Dr. Delgado)

Paciente do gênero masculino, 21 anos de idade, apresenta uma lesão no palato duro. 

CASO N° 4 (Dr. Bonan e Dr. Roman)

Paciente do gênero masculino, 46 anos de idade, apresenta lesão no palato.

  

CASO N° 5 (Dr. Alvimar e Dr. Roman)

Paciente do gênero masculino, 11 anos de idade, apresenta lesão no palato.

CASO N° 6 (Dr. Regina e Dr. Roman)

Paciente do gênero masculino, 46 anos de idade, apresenta gengivite descamativa.


CASO N° 7 (Dr. Cassius e Dr. Mosqueda) 

Paciente do gênero feminino, 31 anos de idade, apresenta lesões na mucosa de lábio inferior e língua com 6 meses de evolução.



CASO N° 8 (Dra. Manoela e Dr. Mosqueda) 

Paciente do gênero masculino, 25 anos de idade, apresenta aumento de volume com 1 ano de evolução. Relatou que um tumor exofítico pediculado foi retirado da mesma região 1 ano atrás.

CASO N° 9 (Dr. Ricardo e Dr. Mosqueda) 

Paciente do gênero masculino, 29 anos de idade, apresenta lesão detectada há 4 anos e tratada inicialmente com descompressão.

 

 




A Sociedade Brasileira de Estomatologia e Patologia Oral (SOBEP) é uma entidade científica sem fins lucrativos,
que congrega cirurgiões-dentistas que se dedicam à prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças da boca.